• Instagram
  • Pinterest
  • Spotify
  • Facebook
Engenhotur - Todos os direitos reservados 
  • engenhotur

Roma, uma cidade fascinante pelos olhos de uma viajante

Atualizado: 15 de Set de 2019

Olá, como você está? Eu sou a Maria Mazza, fundadora da Engenhotur. Hoje, quero dividir com você algumas palavras sobre uma das minhas visitas em Roma.

Gosto de vir a Roma. É uma cidade caótica, repleta de gente andando por toda a parte e trânsito complicado. Os turistas vêm de todas as partes do mundo.

Mas o que faz tanta gente querer conhecê-la?


É uma cidade que tem alma e coração.


Respira-se cultura, história, arte, das mais variadas formas. Cada esquina e rua tem algo para contar. Quantas gerações já passaram por lá e deixaram suas marcas, seus sonhos...


Roma foi fundada aproximadamente em 753 a.C. Pode imaginar o quanto de cultura tem?

Em cada ponto que paro, sempre há um acontecimento a descobrir. No verão principalmente, a cidade fica repleta de jovens, que sentam nas praças, fontes, tentando absorver toda essa história milenar.

A Fontana di Trevi é um belo exemplo. Tem dias que é bem difícil chegar perto da água de tanta gente que passa. Além de ser um cartão postal, tipo “must-go”, o ritual de jogar a moedinha de costas para poder retornar à cidade é algo que dura há muitos anos, mesmo quem não acredita, acaba jogando.


O incrível disso tudo é reparar nas pessoas quando fazem seus pedidos... Quantos sonhos, anseios estão por trás desse simples gesto?

Dessa vez, deixei para ir à Fontana mais a noite, pois durante o dia estava muito cheio. Além de ter um jogo de luzes lindo, pude caminhar.


Presenciei um rapaz fazendo um pedido de casamento à namorada. Ele ajoelhou e abriu a caixa do anel no meio de todos, em plena praça. Não preciso dizer que absolutamente todo mundo amou isso, e ela, logicamente surpresa (e um pouco pressionada pela multidão) disse um sonoro sim... Ah, você não imagina os aplausos, as pessoas ficaram enlouquecidas.

Um dia sozinha, comecei a andar meio que sem rumo, e acabei entrando na Villa Borghese, um conjunto paisagístico com jardins maravilhosos. É um lugar para correr ou simplesmente passear. Além disso, dentro há vários edifícios pequenos, como galeria de arte e museu.

É um espaço muito calmo e tranquilo, e claro, com muita história. Naquela calmaria, me lembrei de uma antiga musica italiana, que o cantor falava sobre a Villa Borghese, dizendo que havia um coração que batia ali. A meu ver, não somente o parque batia, mas toda Roma é pulsante.


Fique de olho: não é difícil se apaixonar em Roma. Com a cidade fervilhando de gente, sua alma gêmea pode estar dentro de uma cafeteria ou comprando um gelato.


Gostou do que viu por aqui? Acompanhe a gente nas nossas redes sociais Instagram Facebook

29 visualizações